Extracto de café verde

O processo de torra dos grãos de café confere o aroma e as características nutricionais específicos deste produto. A torra consiste no processo de transformação que sujeita o produto a elevadas temperaturas, destruindo consequentemente grande parte dos seus nutrientes, à exceção da cafeína, que, por ser termoestável, não é destruída. Este método de processamento afeta especialmente o teor de ácido clorogénico, reduzindo-o significativamente no produto final. O café verde são grãos de café que não foram sujeitos ao processo de torrefação e, por isso, são ricos em ácido clorogénico, ao contrário do café comum.

O ácido clorogénico é a substância responsável pela ação terapêutica do café verde no organismo, sendo que a quantidade de ácido clorogénico presente nos suplementos poderá obedecer a um critério de normalização, podendo representar 10, 20 ou até 50% deste composto. Os grãos de café verde são, simultaneamente, compostos por outras substâncias com um impacto relevante sobre o organismo, tais como: cafeína, teobromina, teofilina, taninos e flavonoides.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação e para fins estatísticos. Ao visitar o site, está a consentir a sua utilização. Para mais informações sobre os cookies utilizados, respetiva gestão ou desativação neste dispositivo, clique aqui.